Páginas


Esta iniciativa consite em ações que possibilitem momentos de reflexão e construção pedagogica, abrangendo ainda propostas significativas para a prática cotidiana do educadores. De acordo com o contexto escolar e vivências as ideias e sugestões podem ser adequadas as necessidades reais nas expectativas de educadores e educandos

30 de jun de 2013

QUESTÕES SOBRE LDB

Questão: 01 . 
O sistema de avaliação proposto pela LDB 9394/96, problematiza a avaliação classificatória, por alguns identificados como garantia de um ensino de qualidade. A nota classificava o “bom” e o “mau” aluno. Hoje, devemos considerar o erro algo construtivo, procurando desenvolver saberes e competências para resolver situações problema simples ou complexas. Assim, o procedimento que pode levar o educador a atingir esses objetivos é:
(A) repetir as tarefas e utilizar os mesmos recursos a fim de oferecer mais uma oportunidade de revisão do erro;
(B) buscar a origem do erro cometido pelo aluno, procedendo, com ele, o caminho que o levou a cometer o erro;
(C) quantificar os erros cometidos, determinar os mais freqüentes e propor exercícios complementares;
(D) recolher e corrigir o material do aluno, objetivando que esta correção seja por ele posteriormente analisada;
(E) estimular a repetição de exercícios, determinando atenção naqueles em que o erro foi verificado.


Questão: 02 . 
O pensamento pedagógico positivismo ganha expressão no cenário educacional mundial em fins do século XIX, principalmente a partir da difusão das idéias dos seguidores de Augusto Comte. Entre as propostas dos positivistas para a melhoriado ensino, destaca- se a ênfase.
(A) nas disciplinas de cunho humanístico e nas letras clássicas;
(B) no ensino de base confessional e na crítica à escola laica;
(C) nas disciplinas científicas, com base no experimentalismo;
(D) na memorização de conceitos básicos das ciências naturais;
(E) no ensino da língua materna e das regras gramaticais. 

Questão: 03 .
Como proposta pedagógica prevista na LDB 9394/96, a construção do Projeto Político Pedagógico cria novas formasde organização escolar. Assim, o Projeto Político Pedagógico interfere na organização da escola com o objetivo de:
(A) refletir sobre a demandas da comunidade frente às exigências do mercado;
(B) tornar os profissionais da educação únicos responsáveis pelo sucesso do aluno;
(C) apoiar a participação política da comunidade junto ao Conselho Estadual de Educação;
(D) acentuar a participação da comunidade escolar nos projetos pedagógicos;
(E) promover a transversalidade dos conhecimentos aplicados na escola. 

Questão: 04 . 
A didática tem como objeto de estudo os processos de ensino e aprendizagem na relação educacional, ou seja, é umaatividade que se unifica na práxis de quem ensina. Considerada disciplina eminentemente pedagógica, a didática tem como objetivo principal:
(A) construir as metodologias de ensino;
(B) efetuar a articulação com outras ciências da educação
(C) favorecer o desenvolvimento pleno do educando;
(D) oferecer ao professor o domínio das técnicas de ensino;
(E) promover a relação teoria e prática. 

Questão: 05 . 
Na perspectiva da educação inclusiva, quando refletimos sobre a formação do educando, cabe à escola, democrática e
comprometida com a cidadania o seguinte papel:
(A) construir práticas pedagógicas para atender apenas aos alunos com dificuldades de aprendizagem;
(B) estimular a formação de valores, hábitos e comportamentos que respeitem as diferenças de grupos minoritários;
(C) incluir sempre numa mesma turma alunos de diferentes classes sociais;
(D) incentivar a participação exclusiva dos atores educativos na formulação de políticas de inclusão:
(E) desenvolver avaliações coletivas com vista ao envolvimento da comunidade escolar. 

Questão: 06 . O processo de elaboração e desenvolvimento do Projeto Educativo de cada escola pressupõe:
(A) integrar os profissionais da escola, considerando seus anseios, necessidades e motivações como leque único de participação nasdecisões;
(B) valorizar o plano como documento sistemático que será incorporado por toda a equipe escolar que trabalhar de forma articulada;
(C) tratar as questões escolares e educativas de forma simples, criando um clima institucional amigável e propício à reflexão;
(D) repensar o papel e a função da educação escolar, refletindo sobre a dimensão do presente sem esquecer a dimensão do futuro;
(E) estabelecer estratégias de coleta e organização de dados que apontem as formas de preparação dos alunos para a vida adulta e profissional. 

Questão: 07 . “Planejar é antecipar mentalmente uma ação a ser realizada e agir de acordo com o previsto, é buscar fazer algoincrível, essencialmente humano: o real ser comandado pelo ideal.” (Vasconcellos, 1995). Em relação ao ato de planejar, NÃO écorreto afirmar que é:

(A) apenas algo se faz antes de agir;
(B) agir em função daquilo que se pensou;
(C) comprometer-se com a concretização daquilo que foi elaborado enquanto plano;
(D) uma forma de intervir e interagir com as condições dadas para que determinadas coisas venham acontecer. 

Questão: 08 . 
Para Vygotsky, a construção de conceitos na criança é um processo:
(A) espontânea; 
(B) herdado biologicamente; 
(C) de trocas simbólicas; 
(D) passivo. 
(E) militar 

Questão: 09 . 
Assinale a alternativa incorreta em relação ao ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente:
(A) Um abrigo, para poder funcionar, deve estar registrado no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.
(B) O adolescente maior de 14 anos pode trabalhar desde que tenha registro em carteira.
(C) A criança e o adolescente têm direito a acesso a escola pública e gratuita próxima de sua residência
(D) Os hospitais são obrigados a permitir e viabilizar a permanência dos pais junto com os filhos internados dia e noite.
(E) Só pode existir um conselho municipal de direitos da criança e do adolescente em cada município. 

Questão: 10 . Sobre aprendizagem no ECA é correto dizer que:
(A) Quando um menino de 15 anos começa a trabalhar com o pai em uma oficina mecânica, está na condição de aprendiz.
(B) A aprendizagem substitui o ensino médio, tendo os certificados de conclusão de uma e outro o mesmo valor.
(C) A aprendizagem não pode ocorrer entre 22h:00 de um dia e as 05h:00 do dia seguinte.
(D) Aprendizagem não assegura ao adolescente os direitos previdenciários e trabalhistas. 


GABARITO

01-B  /02 - C/   03 - D /04 - E /05 - B /06 - D/   07 - A /08 - C/   09 - B /10 - A

Simulado do ECA

Simulado da LDB

Prova Pedagogia Concurso

ARTES - PLANO DE AULA - 1º/5º ANO

Exercícios de informatica para concurso

Exercícios de fixação – Informática Básica – 01

1. Indique a(s) alternativa(s) correta(s) e incorreta(s).

  1. O “drive” é um periférico de entrada.
  2. A impressora é um periférico de entrada.
  3. O “scanner” é um periférico só de saída.
  4. O “mouse” é um periférico só de entrada.
  5. O Teclado é um periférico de entrada e saída.

2. Com relação à Unidade Central de Processamento, julgue as afirmativas.

  1. É composta exclusivamente pela Unidade de Controle.
  2. Possui a Unidade Lógica e Aritmética.
  3. É um dispositivo de entrada do computador.
  4. Existe em todos os computadores.
  5. Executa operações de copiar e colar textos.

3. Com relação ao uso do teclado:

  1. se a luz indicadora de Caps Lock estiver apagada e a tecla Caps Lock for apertada duas vezes, caso se digite a, s, a irá aparecer ASA;
  1. a Tecla F1 no Word para Windows serve para ativar o programa de ajuda do Excel;
  2. no Word para Windows, a combinação de teclas que seleciona todo o texto é CTRL + T;
  3. se for pressionada a tecla SHIFT em conjunto com a letra a, sempre aparecerá como resposta A (a maiúsculo);
  4. a tecla Backspace apaga o caractere imediatamente anterior à posição do cursor.

4. Com relação aos Periféricos de Entrada e Saída do Computador, responda.

  1. O Scanner é um dispositivo que permite capturar imagens de um documento trazendo-as para o computador.
  1. As impressoras são periféricos que gravam em papel dados enviados pelo computador sempre pelo princípio do impacto.
  2. O Monitor de Vídeo Touch Screen é um dispositivo unicamente de entrada.
  3. O Winchester é um tipo de memória secundária e, quando colocado dentro do seu periférico (drive) de leitura e gravação, permite acesso aos dados nele armazenados.
  1. O botão direito do mouse permite ter acesso a atalhos.

5. Julgue os itens.

  1. Um caractere no computador pode ser representado em um Byte ou em 10 bits, o que for mais conveniente.
  2. O Hetabyte equivale a 1.024 vezes o Penta byte.
  3. O Hardware é composto por CPU, memórias e periféricos de Entrada e Saída.
  4. O Windows 95 compõe a parte lógica do sistema de processamento de dados.
  5. Um disco flexível com 100 MB é menor que um outro com 1.440 Kb.

6. Com relação às memórias do computador:

  1. a memória RAM é uma memória volátil, pois seu conteúdo não permanece após desligado o computador;
  2. a memória ROM permite o, acesso aleatório;
  3. a memória DRAM é mais rápida, que a memória SRAM;
  4. a memória ROM tem seu conteúdo gravado pela fábrica;
  5. a memória REM é um melhoramento da memória ROM, permitindo o acesso mais rápido.

7. Julgue os itens.

  1. O Estabilizador é o equipamento que fornece energia ao computador, durante uma falta de energia.
  2. O ALTBREAK não permite que o equipamento desligue por falta de energia.
  3. O Mouse Pad é um periférico de entrada.
  4. O Modem permite a conexão de dois computadores sem linha telefônica.
  5. O uso de um teclado dispensa totalmente qualquer outro dispositivo de entrada conectado ao computador.





8. Com relação ao Windows, responda.

  1. Pasta e Atalho no Windows são exatamente a mesma coisa.
  2. Existe alguma forma de se localizar um arquivo no Windows, sabendo-se só a data em que ele foi criado ou alterado.
  3. O Paint é um editor de textos que já vem junto ao Windows.
  4. O Explorer não é muito utilizado no Windows, por não permitir a cópia de vários arquivos ao mesmo tempo.
  5. A opção Documentos do Menu Iniciar do Windows, permite criar novos documentos.

9. No Windows:

  1. A Multitarefa utilizada é chamada Preemptiva;
  2. Os nomes de arquivos podem ter no máximo 8 (oito) caracteres;
  3. Para se alternar entre os aplicativos em execução basta clicar com o Mouse nos botões correspondentes na Barra de Tarefas;
  4. É utilizada a Tecnologia OLA (Object Linking and Adding), para adicionar informações de um aplicativo em outro;
  5. Não se pode alterar os itens do menu Iniciar.

10. Quando se afirma que um computador é de 16 bits, com 16 Mb de Memória, isto significa que:

  1. O tamanho da palavra manipulado pela UCP é de 16 bits;
  2. Os dados são armazenados na sua memória em blocos de 16 bits, denominados bytes.
  3. O seu clock deve oscilar numa freqüência superior a 16Mb.
  4. A sua memória RAM é de 16 Mbytes.
  5. Sua memória cache é 16 bits.

11. A respeito das noções de informática:

  1. Cilindros e trilhas são como estão organizados os discos flc2dveis;
  2. Winchester e Disco Rígido designam o mesmo periférico;
  3. O Cd-Rom é um periférico usado no kit-multimídia;
  4. As memórias secundárias só são usadas se as memórias principais falharem;
  5. A RAM e o Winchester são tipos de memórias do computador.

12. Acerca de um computador digital:

  1. Memória, unidade central de processamento e dispositivos de entrada/saída, são seus componentes básicos;
  2. Disquete, fita magnética e disco rígido são memórias secundárias;
  3. Unidade de controle e unidade lógica e aritmética são partes da CPU;
  4. "mouse”, gabinete e impressora são periféricos;
  5. Teclado e vídeo são periféricos.

13. Julgue os itens abaixo, a respeito de microcomputadores compatíveis com o IBM-PC, de periféricos e da Internet.

  1. Memórias ROM são memórias de leitura e escrita bastante usadas em computadores, devido à sua alta velocidade.
  2. As seguintes especificações podem ser típicas de um microcomputador: microprocessador 486, 2.1 gigabytes de RAM, 8 megabytes de disco rígido, 2 megabytes de memória de vídeo.
  3. Vários modems atuais permitem taxas de transmissão superiores a 9.600 bits por segundo.
  4. Um dos protocolos mais usados para transferência de arquivos de um sistema para outro, na Internet, é o FTP.
  5. A maioria dos programas de correio eletrônico atuais oferece privacidade absoluta, mesmo um sistema de criptografia incluído.

A quantidade de itens certos é igual a:

  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5

14 - Para remover o conteúdo do Menu Documentos é preciso acessar no Windows as:

  1. Propriedades do sistema no Painel de Controle.
  2. Propriedades da Barra de Tarefas.
  3. Ferramentas de sistema no Botão Iniciar.
  4. Ferramentas para Internet no Menu Programas.
  5. Opções de Acessibilidade no Painel de Controle.

15 - A tecla de atalho utilizada no Windows Explorer para selecionar todos os arquivos contidos em uma pasta é:

  1. ALT+A
  2. ALT+T
  3. CTRL+A
  4. CTRL+E
  5. CTRL+T

16 - O recurso do Windows para verificação de erros em arquivos e pastas é o:

  1. Desfragmentador de disco.
  2. Compactador de disco.
  3. Acesso à rede Dial-up.
  4. Backup.
  5. Scandisk.

17 - A execução de programas em outros computadores da rede Internet, interagindo com esses programas a
partir de seu computador, é realizada através do serviço conhecido por:

  1. FTP
  2. BBS
  3. WAIS
  4. TELNET
  5. E-MAIL

18 - O roteamento na rede Internet é uma tarefa executada pelo protocolo:

  1. IP
  2. TCP
  3. PPP
  4. HTTP
  5. SNMP

19 - O elemento da área de trabalho que permite acesso direto às propriedades e aos eventos relacionados a um
componente é:

  1. o Object Inspector.
  2. a Barra de Ferramentas.
  3. o Code Editor.
  4. o Formulário Principal.
  5. a Barra de Título.

20 - Um conjunto de variáveis com um mesmo nome, diferenciadas apenas por um índice, é denominado:

  1. Registro.
  2. Método.
  3. Classe.
  4. Array.
  5. Objeto.

21 - A memória interposta entre RAM e microprocessador, ou já incorporada aos microprocessadores,
destinada a aumentar a taxa de transferência entre RAM e processador denomina-se memória:

  1. virtual
  2. secundária
  3. principal
  4. cache
  5. ROM

22 - A taxa de transferência de uma unidade de CD-ROM de dupla velocidade (2x) é de:

  1. 150 Kbps
  2. 900 Kbps
  3. 600 Kbps
  4. 300 Kbps
  5. 1200 Kbps

23 - Podemos definir Protocolo de Rede como a (o):

  1. linguagem utilizada para se efetivar a comunicação.
  2. senha que viabiliza a conexão.
  3. software que permite a integração dos equipamentos à rede.
  4. hardware que permite o acesso físico do micro à rede.
  5. password comum a todos os micros conectados à rede.

24. O protocolo que funciona como padrão para transferência de arquivos na internet é o:

  1. XMODEM
  2. BBS
  3. FTP
  4. HTTP
  5. TCP/IP

25. A velocidade de transmissão de dados via modem é medida em:

  1. bits por segundo
  2. hertz ou megahertz
  3. bytes por minuto
  4. bytes por segundo
  5. bits por minuto

26. A forma mais comum para se ter acesso à Internet é através do cadastramento em:

  1. uma home page
  2. um canal irc
  3. um site público
  4. um provedor de acesso
  5. um canal de chat

27. Para navegar nas páginas WWW da Internet é necessário um browser. Os dois browser
mais difundidos atualmente são:

  1. Eudora e Trumpet Navigator
  2. Eudora e Netscape Navigator
  3. Compuserve e Nutecnet
  4. Gopher e Trumpet Navigator
  5. Nescape Navigator e Internet Explorer

28. O identificador numérico utilizado pelo protocolo da Internet para identificar os
servidores desta rede é denominado:

  1. nome de domínio
  2. e-mail
  3. e - CEP
  4. endereço IP
  5. HTTP

29. A transferência de um arquivo de um servidor na Internet para o computador de um
usuário é denominada:

  1. Download
  2. TCP
  3. TFP
  4. Chat
  5. Link

30. O serviço da Internet que possibilita aos usuários trocar informações em tempo real
denomina-se:

  1. E-mail
  2. IRC
  3. Telnet
  4. FTP
  5. Gopher

31. Cada página WWW possui um endereço único, denominado:

  1. HTTP
  2. IP
  3. Location
  4. URL
  5. DNS

32. Com relação a Internet:

  1. o Provedor de acesso à Internet é o programa no seu computador que lhe permite ter acesso à Internet;
  2. o Protocolo padrão utilizado na Internet depende do Sistema Operacional do seu computador;
  3. a expressão Download significa a ação de enviar correios eletrônicos pela Internet;
  4. SLIP é um exemplo de uma conexão tipicamente de textos na Internet;
  5. a linha telefônica para acesso à Internet só pode ser uma Linha Discada.

33. O protocolo responsável pelo roteamento de pacotes entre dois sistemas que utilizam a
família de protocolos TCP/IP é:

  1. a ) Internet Protocol (IP).
  2. b ) Internet Relay Chat (IRC).
  3. c ) Hyper Text Transfer Protocol (HTTP).
  4. d ) Hyper Text Markup Language (HTML)

34. Qual das seguintes alternativas não é a maneira comum dos worms e outros vírus de
computador se espalharem?

  1. Através de anexos de email.
  2. Através de programas que você baixa da Internet.
  3. Através de software pirateado.
  4. Através do fornecimento de suas informações pessoais em um site que não é seguro.



35. Verdadeiro ou falso: após instalar um software antivírus, seu computador fica
completamente protegido.

  1. Verdadeiro.
  2. Falso.

36. O que é um firewall de Internet?

  1. Manta de asbestos que protege seu computador contra incêndios.
  2. Uma senha segura.
  3. Software ou hardware que ajuda a proteger seu computador contra ataques maliciosos, como vírus de computador.
  4. Um cadeado que você pode colocar no seu computador para impedir seu uso por pessoas não autorizadas.

37. Qual é o melhor motivo para baixar o Windows XP?

  1. Ele inclui um bloqueador de pop-ups.
  2. Ele inclui a nova Central de Segurança do Windows.
  3. Ele inclui o Firewall do Windows para ajudar a proteger seu computador contra ataques maliciosos, como vírus de computador.
  4. Todas as respostas acima.

38. A maneira mais fácil de manter atualizado seu computador com Microsoft Windows é:

  1. Confirmar se o recurso Atualizações Automáticas está ativado e configurado para baixar e instalar atualizações automaticamente.
  2. Visitar o site do Windows Up-date regularmente.
  3. Visitar o site Microsoft.com diariamente e procurar por dicas de que haverá uma atualização disponível em breve.
  4. Desativar o recurso Atualizações Automáticas e esperar por um email da Microsoft.

39. Qual dos procedimentos a seguir não ajudaria a proteger seu computador Microsoft
Windows contra vírus e worms?

  1. Instalar as últimas atualizações da Microsoft.
  2. Usar um filtro para spam.
  3. Usar um firewall de Internet.
  4. Excluir arquivos temporários de Internet e seu histórico do computador.

40. Verdadeiro ou falso: executar a Ferramenta de Remoção de Software Mal-Intencionado
da Microsoft uma vez por mês pode impedir que seu computador seja infectado por vírus.

  1. Verdadeiro.
  2. Falso.

41. Verdadeiro ou falso: usar um software antivírus atualizado, atualizar seu computador e
usar um firewall protegerá você contra roubo de identidade.

a) Verdadeiro.
b) Falso.

42. Qual dos seguintes não é um dos primeiros procedimentos que deve cumprir para preparar um novo computador com Windows XP para a Internet?

  1. Verificar se está usando um firewall.
  2. Ajustar suas configurações de privacidade.
  3. Excluir todos os seus cookies.
  4. Ativar as atualizações automáticas do Windows.

43. Qual atividade apresenta o maior risco de expor seu computador a um vírus?

  1. Visitar sites que não sejam seguros.
  2. Baixar arquivos de mídia ou de software da Internet.
  3. Fornecer informações pessoais ou fazer compras online.
  4. Permitir que amigos e familiares usem seu computador.

44. Com Relação aos itens abaixo corrija com verdadeiro ou falso

  1. Caso um usuário deseje salvar um arquivo que, depois de passar por compressão no programa Winzip, tenha o tamanho de 28 MB, ele poderá fazê-lo em um disquete de 3½" do tipo mais comumente usado em computadores pessoais.
  2. Diversos discos rígidos atuais têm a capacidade de armazenamento de dados superior a 40 milhões de bytes.
  3. Atualmente, a capacidade máxima de memória RAM desses computadores é igual a 32 MB.

45. Os periféricos do computador são as/os:

  1. CPU e Memória de Massa
  2. Dispositivos ou Unidades de Entrada
  3. CPU e Memória Principal
  4. Unidade de Controle e Unidade de Lógica e Aritmética.
  5. Dispositivos ou Unidades de Entrada/ Saída

46. A memória principal divide-se basicamente em:
  1. Memória Volátil e Memória de Massa
  2. Memória Magnética e Memória Secundária.
  3. Memória RAM e Memória ROM
  4. Memória de Bolha e Memória de Massa
  5. Memória Alta e Memória Baixa.

47. Uma impressora deve ser conectada a um computador tipo PC através de uma interface:
  1. IDE
  2. PCI
  3. SCSI
  4. PARALELA
  5. ISA

48. A velocidade dos processadores dos microcomputadores atuais é normalmente medida em

  1. Hertz ou Hz
  2. Gigahertz ou GHz
  3. Quilo byte ou Kb
  4. Megabyte ou MB
  5. Gigabyte ou GB

49. Em um computador de PC, na mesma interface IDE que um HD(hard Disk ou disco rígido) pode estar conectado(a) também.


  1. Uma unidade de disco flexível (disquete);
  2. Uma impressora;
  3. Uma unidade de CD-ROM
  4. Um mouse;
  5. Um scanner


50. São periféricos de entrada:

  1. Teclado, scanner e leitora de código de barras
  2. Discos rígidos e fitas magnéticas
  3. Teclado, video e impressora
  4. Discos magnéticos e memória RAM
  5. Scanner, plotter e leitora de cartão perfurado.




Os cem erros gramaticais mais comuns


Erros gramaticais e ortográficos devem, por princípio, ser evitados. Alguns, no entanto, como ocorrem com maior freqüência, merecem atenção redobrada. O primeiro capítulo deste manual inclui explicações mais completas a respeito de cada um deles. Veja os cem mais comuns do idioma e use esta relação como um roteiro para fugir deles.
1 - "Mal cheiro", "mau-humorado". Mal opõe-se a bem e mau, a bom. Assim: mau cheiro (bom cheiro), mal-humorado (bem-humorado). Igualmente: mau humor, mal-intencionado, mau jeito, mal-estar.
2 - "Fazem" cinco anos. Fazer, quando exprime tempo, é impessoal: Faz cinco anos. / Fazia dois séculos. / Fez 15 dias.
3 - "Houveram" muitos acidentes. Haver, como existir, também é invariável: Houve muitos acidentes. / Havia muitas pessoas. / Deve haver muitos casos iguais.
4 - "Existe" muitas esperanças. Existir, bastar, faltar, restar e sobrar admitem normalmente o plural: Existem muitas esperanças. / Bastariam dois dias. / Faltavam poucas peças. / Restaram alguns objetos. / Sobravam idéias.
5 - Para "mim" fazer. Mim não faz, porque não pode ser sujeito. Assim: Para eu fazer, para eu dizer, para eu trazer.
6 - Entre "eu" e você. Depois de preposição, usa-se mim ou ti: Entre mim e você. / Entre eles e ti.
7 - "Há" dez anos "atrás". Há e atrás indicam passado na frase. Use apenas há dez anos ou dez anos atrás.
8 - "Entrar dentro". O certo: entrar em. Veja outras redundâncias: Sair fora ou para fora, elo de ligação, monopólio exclusivo, já não há mais, ganhar grátis, viúva do falecido.
9 - "Venda à prazo". Não existe crase antes de palavra masculina, a menos que esteja subentendida a palavra moda: Salto à (moda de) Luís XV. Nos demais casos: A salvo, a bordo, a pé, a esmo, a cavalo, a caráter.
10 - "Porque" você foi? Sempre que estiver clara ou implícita a palavra razão, use por que separado: Por que (razão) você foi? / Não sei por que (razão) ele faltou. / Explique por que razão você se atrasou. Porque é usado nas respostas: Ele se atrasou porque o trânsito estava congestionado.
11 - Vai assistir "o" jogo hoje. Assistir como presenciar exige a: Vai assistir ao jogo, à missa, à sessão. Outros verbos com a: A medida não agradou (desagradou) à população. / Eles obedeceram (desobedeceram) aos avisos. / Aspirava ao cargo de diretor. / Pagou ao amigo. / Respondeu à carta. / Sucedeu ao pai. / Visava aos estudantes.
12 - Preferia ir "do que" ficar. Prefere-se sempre uma coisa a outra: Preferia ir a ficar. É preferível segue a mesma norma: É preferível lutar a morrer sem glória.
13 - O resultado do jogo, não o abateu. Não se separa com vírgula o sujeito do predicado. Assim: O resultado do jogo não o abateu. Outro erro: O prefeito prometeu, novas denúncias. Não existe o sinal entre o predicado e o complemento: O prefeito prometeu novas denúncias.
14 - Não há regra sem "excessão". O certo é exceção. Veja outras grafias erradas e, entre parênteses, a forma correta: "paralizar" (paralisar), "beneficiente" (beneficente), "xuxu" (chuchu), "previlégio" (privilégio), "vultuoso" (vultoso), "cincoenta" (cinqüenta), "zuar" (zoar), "frustado" (frustrado), "calcáreo" (calcário), "advinhar" (adivinhar), "benvindo" (bem-vindo), "ascenção" (ascensão), "pixar" (pichar), "impecilho" (empecilho), "envólucro" (invólucro).
15 - Quebrou "o" óculos. Concordância no plural: os óculos, meus óculos. Da mesma forma: Meus parabéns, meus pêsames, seus ciúmes, nossas férias, felizes núpcias.
16 - Comprei "ele" para você. Eu, tu, ele, nós, vós e eles não podem ser objeto direto. Assim: Comprei-o para você. Também: Deixe-os sair, mandou-nos entrar, viu-a, mandou-me.
17 - Nunca "lhe" vi. Lhe substitui a ele, a eles, a você e a vocês e por isso não pode ser usado com objeto direto: Nunca o vi. / Não o convidei. / A mulher o deixou. / Ela o ama.
18 - "Aluga-se" casas. O verbo concorda com o sujeito: Alugam-se casas. / Fazem-se consertos. / É assim que se evitam acidentes. / Compram-se terrenos. / Procuram-se empregados.
19 - "Tratam-se" de. O verbo seguido de preposição não varia nesses casos: Trata-se dos melhores profissionais. / Precisa-se de empregados. / Apela-se para todos. / Conta-se com os amigos.
20 - Chegou "em" São Paulo. Verbos de movimento exigem a, e não em: Chegou a São Paulo. / Vai amanhã ao cinema. / Levou os filhos ao circo.
21 - Atraso implicará "em" punição. Implicar é direto no sentido de acarretar, pressupor: Atraso implicará punição. / Promoção implica responsabilidade.
22 - Vive "às custas" do pai. O certo: Vive à custa do pai. Use também em via de, e não "em vias de": Espécie em via de extinção. / Trabalho em via de conclusão.
23 - Todos somos "cidadões". O plural de cidadão é cidadãos. Veja outros: caracteres (de caráter), juniores, seniores, escrivães, tabeliães, gângsteres.
24 - O ingresso é "gratuíto". A pronúncia correta é gratúito, assim como circúito, intúito e fortúito (o acento não existe e só indica a letra tônica). Da mesma forma: flúido, condôr, recórde, aváro, ibéro, pólipo.
25 - A última "seção" de cinema. Seção significa divisão, repartição, e sessão equivale a tempo de uma reunião, função: Seção Eleitoral, Seção de Esportes, seção de brinquedos; sessão de cinema, sessão de pancadas, sessão do Congresso.
26 - Vendeu "uma" grama de ouro. Grama, peso, é palavra masculina: um grama de ouro, vitamina C de dois gramas. Femininas, por exemplo, são a agravante, a atenuante, a alface, a cal, etc.
27 - "Porisso". Duas palavras, por isso, como de repente e a partir de.
28 - Não viu "qualquer" risco. É nenhum, e não "qualquer", que se emprega depois de negativas: Não viu nenhum risco. / Ninguém lhe fez nenhum reparo. / Nunca promoveu nenhuma confusão.
29 - A feira "inicia" amanhã. Alguma coisa se inicia, se inaugura: A feira inicia-se (inaugura-se) amanhã.
30 - Soube que os homens "feriram-se". O que atrai o pronome: Soube que os homens se feriram. / A festa que se realizou... O mesmo ocorre com as negativas, as conjunções subordinativas e os advérbios: Não lhe diga nada. / Nenhum dos presentes se pronunciou. / Quando se falava no assunto... / Como as pessoas lhe haviam dito... / Aqui se faz, aqui se paga. / Depois o procuro.
31 - O peixe tem muito "espinho". Peixe tem espinha. Veja outras confusões desse tipo: O "fuzil" (fusível) queimou. / Casa "germinada" (geminada), "ciclo" (círculo) vicioso, "cabeçário" (cabeçalho).
32 - Não sabiam "aonde" ele estava. O certo: Não sabiam onde ele estava. Aonde se usa com verbos de movimento, apenas: Não sei aonde ele quer chegar. / Aonde vamos?
33 - "Obrigado", disse a moça. Obrigado concorda com a pessoa: "Obrigada", disse a moça. / Obrigado pela atenção. / Muito obrigados por tudo.
34 - O governo "interviu". Intervir conjuga-se como vir. Assim: O governo interveio. Da mesma forma: intervinha, intervim, interviemos, intervieram. Outros verbos derivados: entretinha, mantivesse, reteve, pressupusesse, predisse, conviesse, perfizera, entrevimos, condisser, etc.
35 - Ela era "meia" louca. Meio, advérbio, não varia: meio louca, meio esperta, meio amiga.
36 - "Fica" você comigo. Fica é imperativo do pronome tu. Para a 3.ª pessoa, o certo é fique: Fique você comigo. / Venha pra Caixa você também. / Chegue aqui.
37 - A questão não tem nada "haver" com você. A questão, na verdade, não tem nada a ver ou nada que ver. Da mesma forma: Tem tudo a ver com você.
38 - A corrida custa 5 "real". A moeda tem plural, e regular: A corrida custa 5 reais.
39 - Vou "emprestar" dele. Emprestar é ceder, e não tomar por empréstimo: Vou pegar o livro emprestado. Ou: Vou emprestar o livro (ceder) ao meu irmão. Repare nesta concordância: Pediu emprestadas duas malas.
40 - Foi "taxado" de ladrão. Tachar é que significa acusar de: Foi tachado de ladrão. / Foi tachado de leviano.
41 - Ele foi um dos que "chegou" antes. Um dos que faz a concordância no plural: Ele foi um dos que chegaram antes (dos que chegaram antes, ele foi um). / Era um dos que sempre vibravam com a vitória.
42 - "Cerca de 18" pessoas o saudaram. Cerca de indica arredondamento e não pode aparecer com números exatos: Cerca de 20 pessoas o saudaram.
43 - Ministro nega que "é" negligente. Negar que introduz subjuntivo, assim como embora e talvez: Ministro nega que seja negligente. / O jogador negou que tivesse cometido a falta. / Ele talvez o convide para a festa. / Embora tente negar, vai deixar a empresa.
44 - Tinha "chego" atrasado. "Chego" não existe. O certo: Tinha chegado atrasado.
45 - Tons "pastéis" predominam. Nome de cor, quando expresso por substantivo, não varia: Tons pastel, blusas rosa, gravatas cinza, camisas creme. No caso de adjetivo, o plural é o normal: Ternos azuis, canetas pretas, fitas amarelas.
46 - Lute pelo "meio-ambiente". Meio ambiente não tem hífen, nem hora extra, ponto de vista, mala direta, pronta entrega, etc. O sinal aparece, porém, em mão-de-obra, matéria-prima, infra-estrutura, primeira-dama, vale-refeição, meio-de-campo, etc.
47 - Queria namorar "com" o colega. O com não existe: Queria namorar o colega.
48 - O processo deu entrada "junto ao" STF. Processo dá entrada no STF. Igualmente: O jogador foi contratado do (e não "junto ao") Guarani. / Cresceu muito o prestígio do jornal entre os (e não "junto aos") leitores. / Era grande a sua dívida com o (e não "junto ao") banco. / A reclamação foi apresentada ao (e não "junto ao") Procon.
49 - As pessoas "esperavam-o". Quando o verbo termina em m, ão ou õe, os pronomes o, a, os e as tomam a forma no, na, nos e nas: As pessoas esperavam-no. / Dão-nos, convidam-na, põe-nos, impõem-nos.
50 - Vocês "fariam-lhe" um favor? Não se usa pronome átono (me, te, se, lhe, nos, vos, lhes) depois de futuro do presente, futuro do pretérito (antigo condicional) ou particípio. Assim: Vocês lhe fariam (ou far-lhe-iam) um favor? / Ele se imporá pelos conhecimentos (e nunca "imporá-se"). / Os amigos nos darão (e não "darão-nos") um presente. / Tendo-me formado (e nunca tendo "formado-me").
51 - Chegou "a" duas horas e partirá daqui "há" cinco minutos. indica passado e equivale a faz, enquanto a exprime distância ou tempo futuro (não pode ser substituído por faz): Chegou há (faz) duas horas e partirá daqui a (tempo futuro) cinco minutos. / O atirador estava a (distância) pouco menos de 12 metros. / Ele partiu há (faz) pouco menos de dez dias.
52 - Blusa "em" seda. Usa-se de, e não em, para definir o material de que alguma coisa é feita: Blusa de seda, casa de alvenaria, medalha de prata, estátua de madeira.
53 - A artista "deu à luz a" gêmeos. A expressão é dar à luz, apenas: A artista deu à luz quíntuplos. Também é errado dizer: Deu "a luz a" gêmeos.
54 - Estávamos "em" quatro à mesa. O em não existe: Estávamos quatro à mesa. / Éramos seis. / Ficamos cinco na sala.
55 - Sentou "na" mesa para comer. Sentar-se (ou sentar) em é sentar-se em cima de. Veja o certo: Sentou-se à mesa para comer. / Sentou ao piano, à máquina, ao computador.
56 - Ficou contente "por causa que" ninguém se feriu. Embora popular, a locução não existe. Use porque: Ficou contente porque ninguém se feriu.
57 - O time empatou "em" 2 a 2. A preposição é por: O time empatou por 2 a 2. Repare que ele ganha por e perde por. Da mesma forma: empate por.
58 - À medida "em" que a epidemia se espalhava... O certo é: À medida que a epidemia se espalhava... Existe ainda na medida em que (tendo em vista que): É preciso cumprir as leis, na medida em que elas existem.
59 - Não queria que "receiassem" a sua companhia. O i não existe: Não queria que receassem a sua companhia. Da mesma forma: passeemos, enfearam, ceaste, receeis (só existe i quando o acento cai no e que precede a terminação ear: receiem, passeias, enfeiam).
60 - Eles "tem" razão. No plural, têm é assim, com acento. Tem é a forma do singular. O mesmo ocorre com vem e vêm e põe e põem: Ele tem, eles têm; ele vem, eles vêm; ele põe, eles põem.
61 - A moça estava ali "há" muito tempo. Haver concorda com estava. Portanto: A moça estava ali havia (fazia) muito tempo. / Ele doara sangue ao filho havia (fazia) poucos meses. / Estava sem dormir havia (fazia) três meses. (O havia se impõe quando o verbo está no imperfeito e no mais-que-perfeito do indicativo.)
62 - Não "se o" diz. É errado juntar o se com os pronomes o, a, os e as. Assim, nunca use: Fazendo-se-os, não se o diz (não se diz isso), vê-se-a, etc.
63 - Acordos "políticos-partidários". Nos adjetivos compostos, só o último elemento varia: acordos político-partidários. Outros exemplos: Bandeiras verde-amarelas, medidas econômico-financeiras, partidos social-democratas.
64 - Fique "tranquilo". O u pronunciável depois de q e g e antes de e e i exige trema: Tranqüilo, conseqüência, lingüiça, agüentar, Birigüi.
65 - Andou por "todo" país. Todo o (ou a) é que significa inteiro: Andou por todo o país (pelo país inteiro). / Toda a tripulação (a tripulação inteira) foi demitida. Sem o, todo quer dizer cada, qualquer: Todo homem (cada homem) é mortal. / Toda nação (qualquer nação) tem inimigos.
66 - "Todos" amigos o elogiavam. No plural, todos exige os: Todos os amigos o elogiavam. / Era difícil apontar todas as contradições do texto.
67 - Favoreceu "ao" time da casa. Favorecer, nesse sentido, rejeita a: Favoreceu o time da casa. / A decisão favoreceu os jogadores.
68 - Ela "mesmo" arrumou a sala. Mesmo, quanto equivale a próprio, é variável: Ela mesma (própria) arrumou a sala. / As vítimas mesmas recorreram à polícia.
69 - Chamei-o e "o mesmo" não atendeu. Não se pode empregar o mesmo no lugar de pronome ou substantivo: Chamei-o e ele não atendeu. / Os funcionários públicos reuniram-se hoje: amanhã o país conhecerá a decisão dos servidores (e não "dos mesmos").
70 - Vou sair "essa" noite. É este que desiga o tempo no qual se está ou objeto próximo: Esta noite, esta semana (a semana em que se está), este dia, este jornal (o jornal que estou lendo), este século (o século 20).
71 - A temperatura chegou a 0 "graus". Zero indica singular sempre: Zero grau, zero-quilômetro, zero hora.
72 - A promoção veio "de encontro aos" seus desejos. Ao encontro de é que expressa uma situação favorável: A promoção veio ao encontro dos seus desejos. De encontro a significa condição contrária: A queda do nível dos salários foi de encontro às (foi contra) expectativas da categoria.
73 - Comeu frango "ao invés de" peixe. Em vez de indica substituição: Comeu frango em vez de peixe. Ao invés de significa apenas ao contrário: Ao invés de entrar, saiu.
74 - Se eu "ver" você por aí... O certo é: Se eu vir, revir, previr. Da mesma forma: Se eu vier (de vir), convier; se eu tiver (de ter), mantiver; se ele puser (de pôr), impuser; se ele fizer (de fazer), desfizer; se nós dissermos (de dizer), predissermos.
75 - Ele "intermedia" a negociação. Mediar e intermediar conjugam-se como odiar: Ele intermedeia (ou medeia) a negociação. Remediar, ansiar e incendiar também seguem essa norma: Remedeiam, que eles anseiem, incendeio.
76 - Ninguém se "adequa". Não existem as formas "adequa", "adeqüe", etc., mas apenas aquelas em que o acento cai no a ou o: adequaram, adequou, adequasse, etc.
77 - Evite que a bomba "expluda". Explodir só tem as pessoas em que depois do d vêm e e i: Explode, explodiram, etc. Portanto, não escreva nem fale "exploda" ou "expluda", substituindo essas formas por rebente, por exemplo. Precaver-se também não se conjuga em todas as pessoas. Assim, não existem as formas "precavejo", "precavês", "precavém", "precavenho", "precavenha", "precaveja", etc.
78 - Governo "reavê" confiança. Equivalente: Governo recupera confiança. Reaver segue haver, mas apenas nos casos em que este tem a letra v: Reavemos, reouve, reaverá, reouvesse. Por isso, não existem "reavejo", "reavê", etc.
79 - Disse o que "quiz". Não existe z, mas apenas s, nas pessoas de querer e pôr: Quis, quisesse, quiseram, quiséssemos; pôs, pus, pusesse, puseram, puséssemos.
80 - O homem "possue" muitos bens. O certo: O homem possui muitos bens. Verbos em uir só têm a terminação ui: Inclui, atribui, polui. Verbos em uar é que admitem ue: Continue, recue, atue, atenue.
81 - A tese "onde"... Onde só pode ser usado para lugar: A casa onde ele mora. / Veja o jardim onde as crianças brincam. Nos demais casos, use em que: A tese em que ele defende essa idéia. / O livro em que... / A faixa em que ele canta... / Na entrevista em que...
82 - Já "foi comunicado" da decisão. Uma decisão é comunicada, mas ninguém "é comunicado" de alguma coisa. Assim: Já foi informado (cientificado, avisado) da decisão. Outra forma errada: A diretoria "comunicou" os empregados da decisão. Opções corretas: A diretoria comunicou a decisão aos empregados. / A decisão foi comunicada aos empregados.
83 - Venha "por" a roupa. Pôr, verbo, tem acento diferencial: Venha pôr a roupa. O mesmo ocorre com pôde (passado): Não pôde vir. Veja outros: fôrma, pêlo e pêlos (cabelo, cabelos), pára (verbo parar), péla (bola ou verbo pelar), pélo (verbo pelar), pólo e pólos. Perderam o sinal, no entanto: Ele, toda, ovo, selo, almoço, etc.
84 - "Inflingiu" o regulamento. Infringir é que significa transgredir: Infringiu o regulamento. Infligir (e não "inflingir") significa impor: Infligiu séria punição ao réu.
85 - A modelo "pousou" o dia todo. Modelo posa (de pose). Quem pousa é ave, avião, viajante, etc. Não confunda também iminente (prestes a acontecer) com eminente (ilustre). Nem tráfico (contrabando) com tráfego (trânsito).
86 - Espero que "viagem" hoje. Viagem, com g, é o substantivo: Minha viagem. A forma verbal é viajem (de viajar): Espero que viajem hoje. Evite também "comprimentar" alguém: de cumprimento (saudação), só pode resultar cumprimentar. Comprimento é extensão. Igualmente: Comprido (extenso) e cumprido (concretizado).
87 - O pai "sequer" foi avisado. Sequer deve ser usado com negativa: O pai nem sequer foi avisado. / Não disse sequer o que pretendia. / Partiu sem sequer nos avisar.
88 - Comprou uma TV "a cores". Veja o correto: Comprou uma TV em cores (não se diz TV "a" preto e branco). Da mesma forma: Transmissão em cores, desenho em cores.
89 - "Causou-me" estranheza as palavras. Use o certo: Causaram-me estranheza as palavras. Cuidado, pois é comum o erro de concordância quando o verbo está antes do sujeito. Veja outro exemplo: Foram iniciadas esta noite as obras (e não "foi iniciado" esta noite as obras).
90 - A realidade das pessoas "podem" mudar. Cuidado: palavra próxima ao verbo não deve influir na concordância. Por isso : A realidade das pessoas pode mudar. / A troca de agressões entre os funcionários foi punida (e não "foram punidas").
91 - O fato passou "desapercebido". Na verdade, o fato passou despercebido, não foi notado. Desapercebido significa desprevenido.
92 - "Haja visto" seu empenho... A expressão é haja vista e não varia: Haja vista seu empenho. / Haja vista seus esforços. / Haja vista suas críticas.
93 - A moça "que ele gosta". Como se gosta de, o certo é: A moça de que ele gosta. Igualmente: O dinheiro de que dispõe, o filme a que assistiu (e não que assistiu), a prova de que participou, o amigo a que se referiu, etc.
94 - É hora "dele" chegar. Não se deve fazer a contração da preposição com artigo ou pronome, nos casos seguidos de infinitivo: É hora de ele chegar. / Apesar de o amigo tê-lo convidado... / Depois de esses fatos terem ocorrido...
95 - Vou "consigo". Consigo só tem valor reflexivo (pensou consigo mesmo) e não pode substituir com você, com o senhor. Portanto: Vou com você, vou com o senhor. Igualmente: Isto é para o senhor (e não "para si").
96 - Já "é" 8 horas. Horas e as demais palavras que definem tempo variam: Já são 8 horas. / Já é (e não "são") 1 hora, já é meio-dia, já é meia-noite.
97 - A festa começa às 8 "hrs.". As abreviaturas do sistema métrico decimal não têm plural nem ponto. Assim: 8 h, 2 km (e não "kms."), 5 m, 10 kg.
98 - "Dado" os índices das pesquisas... A concordância é normal: Dados os índices das pesquisas... / Dado o resultado... / Dadas as suas idéias...
99 - Ficou "sobre" a mira do assaltante. Sob é que significa debaixo de: Ficou sob a mira do assaltante. / Escondeu-se sob a cama. Sobre equivale a em cima de ou a respeito de: Estava sobre o telhado. / Falou sobre a inflação. E lembre-se: O animal ou o piano têm cauda e o doce, calda. Da mesma forma, alguém traz alguma coisa e alguém vai para trás.
100 - "Ao meu ver". Não existe artigo nessas expressões: A meu ver, a seu ver, a nosso ver.



Os dez erros mais graves
Alguns erros revelam maior desconhecimento da língua que outros. Os dez abaixo estão nessa situação.
1 - Quanto "estiver" voltado da Europa. Nunca confunda tiver e tivesse com estiver e estivesse. Assim: Quanto tiver voltado da Europa. / Quando estiver satisfeito. / Se tivesse saído mais cedo. / Se estivesse em condições.
2 - Que "seje" feliz. O subjuntivo de ser e estar é seja e esteja: Que seja feliz. / Que esteja (e nunca "esteje") alerta.
3 - Ele é "de menor". O de não existe: Ele é menor.
4 - A gente "fomos" embora. Concordância normal: A gente foi embora. E também: O pessoal chegou (e nunca "chegaram"). / A turma falou.
5 - De "formas" que. Locuções desse tipo não têm s: De forma que, de maneira que, de modo que, etc.
6 - Fiquei fora de "si". Os pronomes combinam entre si: Fiquei fora de mim. / Ele ficou fora de si. / Ficamos fora de nós. / Ficaram fora de si.
7 - Acredito "de" que. Não use o de antes de qualquer que: Acredito que, penso que, julgo que, disse que, revelou que, creio que, espero que, etc.
8 - Fale alto porque ele "houve" mal. A confusão está-se tornando muito comum. O certo é: Fale alto porque ele ouve mal. Houve é forma de haver: Houve muita chuva esta semana.
9 - Ela veio, "mais" você, não. É mas, conjunção, que indica ressalva, restrição: Ela veio, mas você, não.
10 - Fale sem "exitar". Escreva certo: hesitar. Veja outros erros de grafia e entre parênteses a forma correta: "areoporto" (aeroporto), "metereologia" (meteorologia), "deiche" (deixe), enchergar (enxergar), "exiga" (exija). E nunca troque menos por "menas", verdadeiro absurdo lingüístico.